Feira Pró-Genética é sucesso entre pecuaristas na 38ª Expotrês

A Feira de Touros do Pró-Genética aconteceu na sexta-feira (19), no parque de exposições Joaquim Marques de Souza, durante a programação da 38ª Expotrês. O evento foi realizado pelo Sindicato Rural de Três Lagoas em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), com o objetivo de comercializar reprodutores zebuínos para pequenos e médios produtores rurais.

De acordo com o gerente de melhoramento Pró-Genética, Lauro Fraga Almeida, o resultado foi bastante positivo. "Essa é uma região onde a pecuária tradicional é forte, com criadores antigos e competentes, e nós ficamos impressionados pela padronização racial e a qualidade dos animais expostos", contou. Segundo ele, a feira é aberta a todos os produtores rurais que estiverem interessados. "Para manter a segurança e o padrão de excelência, a Pró-Genética é exigente em seu regulamento, que requer que o animal tenha a idade de 18 a 42 meses, apresente o Registro Genealógico Definitivo (RGD), exame andrológico e exame sanitário, o que beneficia tanto o expositor, quanto o comprador", explica.

A feira, que funciona em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), e apoio da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), contou com a presença dos diretores da ABCZ Leda Garcia e Rivaldo Machado Borges Junior, e ofereceu uma diversidade de raças, como Nelore, Nelore Mocha, Guzerá, Gir Leiteiro e Sindi.

Também esteve presente no local o gerente rural personalizado do Banco do Brasil, Edmilson Modesto de Souza, para atender os produtores e auxiliar nos negócios. "É uma forma de facilitar para quem é cliente e já possui limite de crédito aprovado, como também para informar e orientar a forma de realizar o cadastro para todos que tiverem o interesse", esclareceu.

Sebastião Wladimir Fogagnoli, representante da empresa Flamboyant Agropastoril LTDA, trabalha há 11 anos com gado PO e foi o primeiro expositor a fechar negócio no evento. "Sempre participamos de eventos desse nível e conhecemos a necessidade por parte dos criadores em se ter bons reprodutores, e essa é uma forma de certificar a qualidade, pois a ABCZ é bastante rigorosa nesse quesito. O criador gostou do produto, fez as consultas necessárias e concretizou a negociação", revelou.

O produtor de pequeno porte Alarico Gonçalves, comprador de dois reprodutores de origem da Flamboyant Agropastoril LTDA, ainda não conhecia a feira e foi informado sobre o evento assim que chegou na cidade. "Vim para conferir as animais e fiquei surpreso com a qualidade. Na minha opinião essa é uma ideia que já devia ter começado há muito tempo, pois era o que estava faltando na pecuária. Espero que a ABCZ tome conta, não só a nível Três Lagoas, mas a nível Brasil, porque o país está precisando de algo como isso", analisou o pecuarista.

 

"A Pró-Genética é o futuro da negociação de touros. Quando se trata de pequenos e médios produtores existem muitas dificuldades em comprar touros em leilões, por receio ou timidez, o que acaba deixando os leilões segregados nessa questão de grandes propriedades, grandes rebanhos, e o Pró-Genética tem a proposta de atingir o pequeno produtor, e dessa forma, como é colocada a feira de touros, é uma livre negociação entre o comprador e o vendedor que trás um pouco mais de agilidade e mais simplicidade na escolha dos animais, pra tirar as dúvidas. Em um leilão, a pessoa as vezes não tem como falar com o produtor, e ali o vendedor está junto para poder tirar as dúvidas e ver exatamente o touro que vai atender a sua demanda. Além de ter as opções que tem em leilões, você escolhe a forma de negociação", finaliza Marco Garcia de Souza, presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas.